O leite materno é o melhor para si e para o seu bebé!

O número de refeições deve ser adaptado às exigências do bebé, devendo mamar sempre que o queira.

Inicie a diversificação alimentar pelos 5 meses (se o bebé faz leite artificial) ou 6 meses (se faz leite materno exclusivo e tem boa evolução ponderal).

  • Dos 6 aos 12 meses deve fornecer cerca de 500 ml diários de leite.
  • A introdução dos alimentos não se faz por uma ordem rígida.
  • Deve iniciar cada novo alimento em pequenas quantidades e ir aumentando gradualmente.
  • Obedeça sempre a um intervalo de 3 a 5 dias na introdução de cada novo alimento.
  • Ofereça os alimentos sólidos à colher e aumente lenta e progressivamente a quantidade e consistência das refeições.
  • Tente fazer as refeições em horários regulares.
  • Não adicione sal, açúcar, mel.

Não faça fritos ou refogados e utilize sempre o azeite em cru.

Em Resumo:

  • < 5/6M: todas as refeições de leite
  • 5-6M: uma refeição de sopa de legumes + papa de fruta, restantes refeições de leite
  • 6M: carne na sopa + uma refeição de papa com glúten + iogurte de leite adaptado
  • 7-8M: duas refeições de sopa
  • 8M: peixe na sopa
  • 9M: iogurte natural com bolacha maria ou fruta ao lanche; ovo, massa, açorda
  • 12M: integra a alimentação familiar

 

Uma correcta diversificação alimentar proporciona uma  fácil aquisição das capacidades de mastigação, deglutição e gosto por novos sabores, minimiza o desenvolvimento de intolerâncias alimentares e alergias, assegurando o fornecimento da energia necessária para o desenvolvimento normal do seu bebé.

 

5/6 Meses

  • Se possível mantenha o leite materno após os 6 meses.
  • Se faz leite artificial, aos 6 meses pode manter o leite 1 (leite para lactentes) ou substituir por leite 2 (leite de transição).

Substituir uma refeição de leite por uma  sopa de legumes

Como fazer a primeira sopa?

  • Base: inicie com 3 legumes: batata, cenoura ou abóbora, alface
  • Coza bem os legumes e reduza-os a puré.
  • No prato, adicione uma colher de chá de azeite.
  • Progressivamente introduza couve-flor, alho-francês, brócolos…

Pode congelar a sopa, em doses individuais.

Como fazer a primeira papa?

  • As papas não lácteas preparam-se com leite que o bebé toma.
  • As papas lácteas preparam-se com água.
  • Apenas uma papa por dia (150 ml de água/leite) .
  • Aumente gradualmente a consistência de acordo com o gosto do bebé.

 

6/7 Meses

Introduzir a carne na sopa

Inicialmente coza a carne e retire-a antes de passar a sopa (para que a criança se  adapte ao sabor).

Introduza gradualmente até um máximo de 30g por dia.

Inicie pelas carnes magras: frango, peru, coelho e posteriormente borrego e vaca.

Pode introduzir papas com glúten, pão, bolachas, iogurte de leite de transição

 

8 Meses

Pode introduzir:

Peixe (excepto salmão, sardinha, carapau  e bacalhau). Introduza gradualmente  até um máximo  de 30g por dia.  Coza separadamente da sopa e tenha atenção às espinhas.

  • Pode ser fresco ou congelado (neste caso, coloque-o na panela com água a ferver sem descongelar).

 

9 Meses

Pode introduzir:

Gema de ovo: até um máximo de 3 gemas por semana; em substituição da carne ou do peixe, farinha de pau, açorda, massa; citrinos; iogurte natural: simples ou com bolacha Maria ou fruta, ao lanche em vez da refeição de leite/papa; espinafres na sopa.

 

12 Meses

Pode introduzir:

Leite de vaca gordo, ou meio gordo se o  seu filho tem excesso de peso (pode manter o leite de fórmula  – leite 3); queijo meio-gordo; ovo inteiro; frutos vermelhos e o pêssego.

> Integração progressiva na dieta da família. Faça comida pouco condimentada, com pouca gordura.

> Deve comer à mesa com os pais.

> Permita que ele use a colher.

Comments

comments